Tratamentos estéticos durante a gravidez: o que pode ser feito?

O período mais lindo da sua vida não precisa vir com marcas de expressão. Veja quais os tratamentos estéticos permitidos para gestantes e que vão deixa-la linda para o seu book de barriga ficar incrível sem photoshop.

Muitas mulheres não abrem mão da beleza nem mesmo no momento mais especial e delicado de suas vidas: a gravidez.
De fato, a gravidez não deve ser sinônimo de descuido e baixa autoestima.
No entanto, por se tratar de uma fase bastante delicada e cheia de mudanças hormonais, é mais do que comum muitas mulheres se sentirem estranhas ou até mesmo feias com o aumento de peso e inchaço.
Isso fora as restrições estéticas da gravidez como fazer tratamentos químicos no cabelo e outros procedimentos não permitidos para gestantes.
Mas, calma. Viemos trazer uma boa notícia.
Melhore sua autoestima na gravidez de forma saudável com a nossa seleção de tratamentos estéticos no post de hoje. É agora!

Cuidados preliminares para tratamentos estéticos na gravidez
Antes de consultar uma clínica especializada em tratamentos estéticos ou procurar o que fazer na internet, consulte seu médico(a) obstetra!
Cada gestação é diferente uma da outra e algumas podem exigir cuidados bastante específicos.
Se a sua gravidez foi classificada como de risco pelo seu médico, aí os cuidados devem ser redobrados.
Não brinque com a sua saúde e nem com a do seu bebê.
Uma vez que tiver o aval do seu médico e constatar que sua gravidez está indo de vento em popa, podemos passar para o próximo passo.

Estou grávida e quero ficar mais bonita. O que posso fazer?
Na gravidez é super comum o surgimento de manchas na pele – especialmente após a exposição ao sol – por ser um órgão mais frágil e bem afetado pela retenção de líquidos.
Mas, ainda bem que existe os peelings!
E sim, alguns deles são permitidos durante a gestação.
Limpezas de pele que utilizem produtos não agressivos está 100% liberada.
Peelings que não são agressivos à pele, que não descamam ou trazem inflamações são geralmente os mais recomendados para gestantes.
Um exemplo clássico é o peeling de cristal, que ajuda na remoção de tecido morto e combate as estrias, que de forma incômoda adoram aparecer no pós-parto.
Evite qualquer tipo de peeling que envolva substâncias como amônia, ácido salicílico, ácido glicólico e ácido retinóico.
Para a área do abdômen, invista apenas em hidratantes para ajudar a suavizar as estrias.
Por ser a área com contato mais direto com o bebê, nenhum equipamento deve ser utilizado nessa área.
E só por esse período, fique longe da fotodepilação.

E no período pós-parto? O que fazer e quais cuidados tomar?
Esse é um período que ainda merece cuidados sérios.
Especialmente para as lactantes, todo cuidado é pouco na hora de se expor à certos tratamentos estéticos, ainda mais se eles forem invasivos.
A atenção também deve se voltar para a barriga.
Agora que o bebê saiu, você quer fazer de tudo para amenizar as manchas e linhas e ainda recuperar todo o seu colágeno de uma vez, não é?
Mas, o melhor mesmo para esse período é evitar tratamentos estéticos na barriga, por motivos de: não vai adiantar fazer nada nesse período.
Existem coisas que apenas o tempo é capaz de colocar no lugar.
Muitas clínicas estéticas prometem todos os resultados do mundo quando na verdade, é um procedimento que praticamente não ameniza os danos causados à pele, devido o esticamento e surgimento de manchas.
O melhor então, é abusar dos alimentos que fazem bem para a pele. Evite alimentos gordurosos e açúcares e beba bastante água.
Quanto mais frutas e legumes melhor! Assim, seu corpo vai recuperando a hidratação, eliminando toxinas, recuperando colágeno e em alguns meses, as manchas e inchaços vão sumindo gradativamente.
Nada de pressa. A beleza vem de dentro para fora se você ingerir os alimentos corretos.
Viva a beleza antes, durante e depois da gravidez!